Amazon RDS: o que é e como funciona o Relational Database Service da AWS

Amazon RDS: o que é e como funciona o Relational Database Service da AWS

Amazon Relational Database Service (Amazon RDS) é um serviço de banco de dados SQL gerenciado fornecido pelo Amazon Web Services ( AWS ). O Amazon RDS suporta uma variedade de mecanismos de banco de dados para armazenar e organizar dados e ajuda nas tarefas de gerenciamento de banco de dados, como migração,  backup, recuperação e  aplicação de patches. 

Neste artigo, além de entender o conceito de RElational Database Service, você vai ver como funciona o Amazon RDS, líder neste mercado.
Confira!

Para que serve o Amazon RDS

Um administrador de nuvem usa o Amazon RDS para configurar, gerenciar e dimensionar uma instância de banco de dados relacional  na nuvem. 

O serviço também faz backup automaticamente das instâncias do banco de dados RDS, captura uma captura instantânea diária de dados e retém os logs de transações para permitir a recuperação point-in-time. Esse recurso permite gerar uma cópia do banco, no estado que ele estava,  um segundo antes de uma determinada falha, facilitando de maneira, quase que imediata, a solução do problema..

O RDS também corrige automaticamente o software do mecanismo de banco de dados.

Para aprimorar a disponibilidade e a confiabilidade das cargas de trabalho de produção, o Amazon RDS permite a  replicação. 

O administrador também pode ativar o failover automático em várias zonas de disponibilidade com replicação de dados síncrona.

E, normalmente, os usuários da AWS controlam o Amazon RDS por meio do AWS Management Console, APIs do Amazon RDS ou da AWS Command Line Interface.

Instâncias do banco de dados Amazon RDS

Normalmente, o administrador de banco de dados pode criar, configurar, gerenciar e excluir uma instância do Amazon RDS, que é um ambiente de banco de dados em nuvem, juntamente com os recursos de computação e armazenamento que usa. Dependendo do mecanismo de banco de dados escolhido pelo administrador, ele ou ela pode ativar vários bancos de dados ou esquemas .

O Amazon RDS limita cada cliente a um total de 40 instâncias de banco de dados por conta. A AWS impõe limitações adicionais para instâncias do Oracle e SQL Server — um usuário pode ter apenas até 10 de cada.

Mecanismos de banco de dados Amazon RDS

Um usuário da AWS pode ativar seis tipos de mecanismos de banco de dados no Amazon RDS:

  • RDS para MySQL — compatível com o sistema de gerenciamento de banco de dados relacional de código aberto do MySQL ;
  • RDS para PostgreSQL —- compatível com o sistema de gerenciamento de banco de dados objeto-relacional de código aberto do PostgreSQL ;
  • RDS para MariaDB — compatível com MariaDB , uma ramificação do MySQL desenvolvida pela comunidade;
  • RDS para SQL Server — compatível com o Microsoft SQL Server , um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional;
  • RDS para Oracle Database — compatível com várias edições do Oracle Database , incluindo várias versões traga sua própria licença e versões incluídas na licença; e
  • Amazon Aurora — compatível com MySQL e PostgreSQL, um mecanismo de banco de dados relacional proprietário da AWS.

O Amazon RDS adiciona suporte para versões principais e secundárias dos mecanismos de banco de dados ao longo do tempo, e um administrador pode especificar uma versão do mecanismo quando ele cria uma instância de banco de dados. 

Na maioria dos casos, o Amazon RDS pode oferecer suporte a códigos, aplicativos e ferramentas de desenvolvedor que já estão em uso com bancos de dados existentes.

A AWS fornece outros serviços de banco de dados, como os bancos de dados DynamoDB for NoSQL, Amazon Neptune for graph e o AWS Database Migration Service para facilitar as transferências e transformações do banco de dados.

Resumo dos recursos e benefícios do Amazon RDS

O RDS foi projetado para reduzir custos operacionais e superar alguns desafios comuns que as empresas enfrentam ao executar bancos de dados por meio de ferramentas como MySQL. Seus principais benefícios incluem:

  • Escalonamento preciso e independente: uma solução baseada em hardware pode causar ineficiências no gerenciamento do banco de dados, porque os recursos (CPU, memória, armazenamento etc.) são agrupados. O RDS permite que os desenvolvedores alterem facilmente esses fatores independentemente, para que possam ajustá-los às necessidades de seus bancos de dados.
  • Facilidade de implementação: como o RDS se integra a aplicativos de banco de dados comuns, os desenvolvedores podem continuar trabalhando nos programas com os quais eles já estão familiarizados.
  • Automação de processos: backups de bancos de dados, aplicação de patches de software, detecção de falhas e recuperação fazem parte do gerenciamento contínuo do banco de dados que pode levar a custos significativos. O Amazon RDS os automatiza para reduzir os encargos administrativos.
  • Segurança: O Amazon RDS restringe o acesso às instâncias do banco de dados, onde são necessários privilégios avançados, e evita o acesso ao shell. Sua integração com a AWS torna possível gerenciar bancos de dados na Virtual Private Cloud (VPC) e expandir os recursos de segurança com o AWS Identity and Access Management (IAM).
  • Confiabilidade e disponibilidade: o Amazon RDS inclui replicação que permite alta disponibilidade em bancos de dados de alta prioridade e failover automático se um banco de dados primário ficar indisponível.
  • Custo: as opções de preço da Amazon para o RDS incluem taxas por demanda e por hora, adaptadas às demandas reais de recursos dos aplicativos de banco de dados
  • Implementação mais rápida: o RDS supera a necessidade de provisionamento e investimento em recursos de hardware, acelerando o tempo desde a concepção até a implantação.

Que tal, nós conseguimos lhe apresentar o Amazon RDS? Faça contato conosco para ter uma explicação detalhada de um de nossos especialistas!