Banco SEMEAR melhora Inteligência de Dados com ajuda da Flexa Cloud

Banco SEMEAR melhora Inteligência de Dados com ajuda da Flexa Cloud

Com novo EDW, a instituição financeira conseguiu inclusive vencer os desafios da pandemia do COVID-19 e segue inovando.

Inspirar o uso consciente de soluções financeiras sempre foi a missão do SEMEAR, um banco múltiplo e com atuação em todo o território nacional. Alcançando a marca de 2 milhões de clientes, a instituição, fundada em 2006, vem dedicando esforços na melhoria contínua da gestão operacional, impulsionada pela evolução do seu arcabouço tecnológico e automação dos processos.

De acordo com o CEO, Roberto Azevedo, a inovação tem sido empregada como uma busca constante pela eficiência, em todos os níveis da empresa. “Os projetos de tecnologia administrados internamente estão divididos em diversas frentes e envolvem todo o parque tecnológico do SEMEAR que vem passando por uma grande transformação para suportar e garantir controles e escalabilidade para os negócios e produtos em um ambiente digital”, afirma.

Eleita como a segunda Melhor Empresa na categoria Inovação no setor bancário pelo Anuário 360ª Época, o objetivo da instituição é atender as demandas dos seus clientes, oferecendo serviços de qualidade, com agilidade e praticidade.

Um dos grandes destaques do Banco SEMEAR está em sua atuação no Varejo, segmento para o qual disponibiliza operações de CDCE (crédito direto ao consumidor estruturado) convertendo-se em um importante parceiro para grandes varejistas. 

Neste artigo, você vai ver como a instituição potencializou seus resultados ao investir em melhorias em sua estratégia de Inteligência de Dados. 

Acompanhe!

Desafio: consolidar diversos bancos de dados em um único ambiente  

“Em 2019 precisávamos melhorar o nosso sistema de BI, uma solução caseira construída ao longo de 3 anos que vinha apresentando problemas com a demora na geração dos resultados. O processamento inicial consumia alguns minutos, mas com o passar do tempo já precisava de mais de uma hora para concluir o processamento”, conta Júlio Caldas, responsável pela área de Inteligência de Dados do Banco Semear. 

O executivo conta que precisava também criar uma camada de dashboards e relatórios de tendências, KPIs que direcionassem decisões do negócio. Para tal, era importante consolidar diversos bancos de dados em um único ambiente.

Responsável pela manutenção e evolução das aplicações da área de Dados que ajudam a tomada de decisões dos diversos níveis da instituição, seja operacional, gerencial ou estratégico, Júlio Caldas foi em busca de serviços de cloud computing que ajudassem a superar esse desafio. 

“Precisávamos rever nossa situação tecnológica para atender as necessidades de todas as áreas de forma rápida, confiável e escalável. O banco nesta época já realizava vários movimentos em direção à nuvem e esse foi o caminho que seguimos”, afirma. 

Solução: construção do novo EDW (Enterprise Data Warehouse)

Então iniciou-se um projeto no qual várias soluções em nuvem foram avaliadas. A aplicação escolhida devia suportar bases de dados capazes de armazenar grandes volumes de informações e fornecer respostas rápidas. 

“Este processo de seleção da tecnologia foi interno e após a escolha precisávamos de um fornecedor com experiência para termos maior garantia de sucesso”, explica Júlio Caldas.

A Flexa Cloud entrou em campo 

Após avaliar alguns fornecedores, o Banco Semear fechou contrato com a Flexa Cloud e iniciou o projeto de construção do novo EDW (Enterprise Data Warehouse). 

O trabalho demandava uma ferramenta de orquestração de tarefas (ETL), transferência segura dos dados entre os sistemas (on-premise) e a nuvem, processamento de visões dimensionais e finalmente a apresentação dos resultados para os usuários de forma simples e fácil através de dashboards (painéis de visualização) seja via browser ou celular (smartphone).

Resultados: apenas três meses depois, o Banco Semear  

Júlio Caldas conta que a estratégia do projeto foi de obter resultados incrementais. “Seguindo a metodologia Ágil definimos um pequeno escopo e um prazo curto de execução. Em pouco mais de trê meses já estávamos apresentando os primeiros resultados para algumas áreas de negócio do banco e através de feedback recorrentes fomos aprimorando as informações e construindo o EDW”. 

A Inteligência de Dados do Banco Semear reduziu os impactos da pandemia

Com a pandemia do COVID-19, o projeto do EDW tornou-se ainda mais relevante para o Banco Semear. 

Nas palavras de Júlio Caldas, “muitas informações que foram necessárias neste momento único que passou a humanidade não estavam disponíveis no tempo exigido. Graças ao acesso estruturado aos dados e à capacidade de computação das tecnologias envolvidas pudemos fornecer informações confiáveis e rápidas que ajudaram nas decisões estratégicas do banco”. 

Hoje, comemora o executivo, o projeto foi internalizado pelo banco através da absorção de parte dos conhecimentos da equipe da Flexa Cloud. 

“Seguimos construindo o EDW que a cada dia se torna mais relevante e fundamental para a dinâmica da operação do banco. Atualmente estamos expandindo as fronteiras para que os próprios clientes corporativos tenham acesso às informações e possam se beneficiar delas”.

De acordo com Júlio Caldas, a participação da Flexa Cloud foi fundamental no sucesso desse projeto. 

“A equipe da Flexa atuou no projeto de forma profissional e dedicada. Em função disso, sinto-me confortável em poder recomendar os serviços a outras empresas; tenho certeza de que receberão a mesma atenção que o Banco Semear recebeu”.

→ Confira, a seguir, o depoimento de Júlio Caldas, responsável pela Inteligência de Dados do Banco Semear:

Que tal, o que você achou do case de sucesso do Banco Semear?

Quer saber como os serviços da Flexa Cloud podem elevar a inteligência de dados em sua empresa?

Faça contato conosco agora mesmo!