Migração para a AWS: como vencer os desafios do processo migratório

Migração para a AWS

Um estudo da Statista aponta que 80% das empresas estão executando aplicativos ou experimentando o Amazon Web Services (AWS) como sua plataforma em nuvem preferida.

Talvez você também esteja pensando em fazer a migração para a AWS; e é normal que surjam algumas dúvidas relacionadas a esse processo. Afinal, é uma migração, e ela precisa ser bem-sucedida.

Confira, a seguir, algumas dicas para que o processo migratório seja realizado da melhor forma possível!

Migração para a AWS: por que?

A Amazon Web Services (AWS) fornece mais de 100 serviços de computação em nuvem que permitem configurar ambientes de computação dinâmicos, escaláveis ​​e automatizados. 

Aqui estão as principais razões para migrar para a AWS:

Um dos principais benefícios da AWS é que as empresas pagam apenas pelos serviços e recursos utilizados.

  • não importa se você está alternando os serviços de computação em nuvem ou migrando para a nuvem pela primeira vez; a elasticidade da AWS permite aumentar ou diminuir os recursos;
  • graças aos preços de pagamento conforme o uso da AWS, você pode reduzir o custo de suas operações de TI; isso permite que você alinhe seus recursos comerciais à demanda;
  • ao usar a AWS, você nunca precisa se preocupar com a desaparição ou replicação dos seus dados sem o seu consentimento; você pode mantê-lo no seu formato preferido e manter a propriedade total. Com muitas camadas de segurança, você pode garantir a integridade de seus dados empregando os datacenters da AWS;
  • a Amazon está muito à frente de sua concorrência no espaço de computação em nuvem; sua dedicação à inovação lhe permite dominar o mercado, dificultando a recuperação dos concorrentes. A Amazon lança centenas de serviços a cada ano e não mostra sinais de desaceleração.

Agora uma coisa é certa: esteja você migrando para a AWS para reduzir custos, melhorar a utilização de recursos ou se beneficiar de novos recursos de infraestrutura indisponíveis na infra interna, a migração será um esforço não trivial.

→ Saiba mais: Benefícios da AWS!

5 dicas para que a migração para a AWS seja bem-sucedida

A migração para a nuvem é um esforço complexo e há muitos desafios que você pode enfrentar no seu projeto de migração da AWS. 

Aqui estão alguns desafios e dicas comuns sobre como resolvê-los!

1. Resiliência para recursos de computação e rede

Desafio:

Você deve garantir que os aplicativos hospedados na AWS sejam altamente disponíveis e resilientes. As instâncias da máquina na nuvem não duram para sempre; portanto, você precisa encontrar uma maneira de preservar o estado do aplicativo quando o aplicativo se move entre as instâncias da máquina. 

Além disso, você precisa garantir conectividade resiliente — garantindo que as cargas de trabalho na nuvem tenham acesso à rede o tempo todo.

Solução:

No lado da computação, você pode optar por instâncias reservadas para garantir que as instâncias da sua máquina permaneçam suas por um longo período de tempo, mas isso tem um custo. Configure a replicação ou use um serviço que gerencia a implantação e a disponibilidade, como o Elastic Beanstalk.

No lado da rede, se você estiver trabalhando em uma Virtual Private Cloud (VPC), a Amazon fornece túneis IPSec ativos/em espera e o serviço AWS Direct Connect que cria uma conexão direta da rede da sua empresa com a VPC. 

Use uma combinação de ambos para garantir uma rede altamente resiliente.

2. Análise de log e coleta de métricas

Desafio:

Depois de migrar para a AWS, você se encontrará em um ambiente altamente escalável e dinâmico. 

Suas estratégias anteriores para registrar e monitorar seus aplicativos podem não ser mais relevantes. É crucial centralizar os dados, porque você não poderá analisar um log nas imagens da máquina que foram encerradas ontem.

Solução:

Verifique se os logs de aplicativos, serviços da AWS e buckets S3 são armazenados e monitorados centralmente. 

Aproveite o Amazon CloudWatch e veja a arquitetura de referência da Amazon para registro centralizado usando CloudWatch, Lambda e Cognito.

3. Gerenciamento de custos

Desafio:

Muitas organizações mudam para a nuvem sem estabelecer KPIs claros sobre quanto esperam gastar ou economizar após a migração. É então difícil entender se a migração foi bem-sucedida do ponto de vista econômico. 

Além disso, os ambientes em nuvem são dinâmicos e os custos podem mudar rapidamente à medida que você adota novos serviços ou dimensiona aplicativos para cima e para baixo.

Solução:

Antes de migrar, crie um caso de negócios claro e entenda quanto sua migração na nuvem deve economizar ou quanto você espera que ela acrescente ao seu custo, em troca de novos recursos que você não possui no local. 

Crie um modelo econômico para simular quanto você gastará na AWS em aplicativos, serviços e projetos. Pode ser útil usar uma calculadora da AWS para que você possa planejar com mais precisão seu orçamento.

Como tudo na vida, a realidade será diferente do seu modelo inicial; portanto, monitore os custos continuamente e identifique desvios do modelo de custo original, investigue e resolva-os antes que se transformem em grandes surpresas.

4. Planejamento da segurança

Desafio:

Os ambientes da Challenge Cloud podem ser tão seguros quanto os ambientes locais, mas suas propriedades e estratégias de segurança são radicalmente diferentes. 

Há um grande risco de um “vácuo de segurança”, à medida que os aplicativos passam do local para a nuvem, mas as ferramentas e estratégias de segurança existentes não os acompanham.

Solução:

Mapeie os requisitos de segurança e conformidade de todos os aplicativos em seu projeto de migração. 

Identifique os serviços e soluções da AWS que podem fornecer medidas de segurança equivalentes ou melhores para as que você tem hoje no local. 

E construa esses serviços em seu plano de implantação, garantindo que nenhum aplicativo entre na nuvem — mesmo nas fases de desenvolvimento e teste — sem as medidas de segurança apropriadas. 

Consulte as diretrizes de segurança em nuvem da Amazon.

5. Movimentação dos dados no local e gerenciamento do armazenamento na AWS

Desafio:

Como você move seus dados sem problemas do seu local atual no local para a nuvem? Eis os desafios:

  • manter a experiência do usuário: latência mais alta e largura de banda insuficiente podem ter um impacto adverso no desempenho do seu aplicativo.
  • alcançar resiliência: as empresas devem prestar atenção à manutenção da resiliência e alta disponibilidade para volumes de dados na nuvem.
  • monitorar e ter operações centralizados: embora algumas ferramentas de monitoramento possam ser usadas para manter controle dos fluxos de dados na AWS, isso pode causar visibilidade fragmentada entre os ambientes local e da AWS.

Solução:

Para enfrentar esses desafios, é importante considerar as soluções oferecidas pela AWS, como o AWS Direct Connect, que podem ajudá-las a obter conexões dedicadas e altamente resilientes entre sua Virtual Private Cloud (VPC) e a infraestrutura local. 

Isso também pode ajudar a sincronizar suas operações e criar um ponto central de visibilidade.

Você também pode usar o Amazon CloudWatch para reduzir o impacto da migração na experiência do usuário. O CloudWatch pode ajudar a identificar problemas de desempenho em tempo real e solucionar a causa raiz antes que os usuários sejam afetados.

Você está se preparando para a migração para a AWS? Faça contato conosco e veja como podemos lhe ajudar!